O uso do h-index na promoção de professores universitários

https://pacheco-torgal.blogspot.com/2021/07/o-h-index-e-os-premios-de.html

Ainda na sequência do post acima, é interessante constatar que há apenas duas semanas atrás foi publicado um artigo na revista Heliyon, respeitante à promoção académica de Professores-Auxiliares a Associados e de Associados a Professores catedráticos, numa universidade dos EUA, que se baseia no valor do h-index dos candidatos, obtido na Web of Science

Talvez por distracção ou mesmo desconhecimento, os autores do referido artigo, parecem não saber que o h-index fraccionado possui um valor superior à versão simples https://pacheco-torgal.blogspot.com/2021/05/the-best-performing-measure-in-terms-of.html

É verdade que para algumas áreas cientificas, o valor obtido em ambos os casos não é muito diferente, porém a área científica, analisada no tal artigo recentemente publicado (e outras onde se tornaram rotina os artigos com centenas e milhares de co-autores), não se encontra entre aquelas áreas em que isso sucede.

PS – Sobre métricas relacionadas com citações vale a pena recordar o desempenho de algumas universidades Portuguesas aqui https://pacheco-torgal.blogspot.com/2021/10/mapping-impact-of-papers-on-various.html